TV Globo Wiki
Advertisement


A TV Globo (anteriormente conhecida como Rede Globo) é uma emissora de TV fundada em 26 de abril de 1965 no Rio de Janeiro, pelo empresário Roberto Marinho. Atualmente cobre todo o território nacional com emissoras próprias e afiliadas, além do exterior com a Globo Internacional.

Sobre

É líder absoluta de audiência desde os anos 70, se consolidando nos anos 80 e 90. O carro chefe de sua programação é o Jornal Nacional, no ar desde 1969, um dos programas mais antigos ainda em exibição. Além do JN, suas novelas e programas de entretenimento e esportes são exibidos para milhões de pessoas todos os dias. São no total 5 emissoras próprias e 118 afiliadas. A Rede Globo também é a 2ª maior emissora de TV do mundo, atrás apenas da ABC nos Estados Unidos.

No Brasil, a TV Globo atinge hoje 99,5% dos potenciais telespectadores, praticamente toda a população brasileira, com 122 emissoras que entregam programação para mais de 183 milhões de brasileiros.

A sede administrativa da TV Globo encontra-se no bairro do Jardim Botânico, bairro localizado na Zona Sul do município do Rio de Janeiro. O departamento de jornalismo também está situado no Jardim Botânico, enquanto que os principais estúdios de produção localizam-se nos Estúdios Globo, em Jacarepaguá, na Zona Oeste da cidade, que compreende o maior complexo televisivo da América Latina. Em 2018, o departamento de esportes, que antes encontrava-se no Jardim Botânico com o jornalismo, passou a se localizar no bairro da Barra da Tijuca, também na Zona Oeste. A Rede Globo também tem estúdios de produção em Vila Cordeiro, na cidade de São Paulo, onde também encontram-se o departamento de jornalismo e de onde gera parte da sua programação.

A TV Globo (como é conhecida) quase teve o monopólio da audiência da TV e uma relação simbiótica com sucessivos governos militares e civis. Sua influência política e cultural no Brasil é incomparável. “A Globo tem uma influência muito persuasiva em diversos aspectos da sociedade brasileira”, comenta Raul Reis, um antigo jornalista brasileiro.

Apesar das críticas, tem um conglomerado que envolve rádios(CBN), uma rede internacional (TV Globo Internacional), um serviço de streaming líder em acessos (Globoplay), uma produtora de filmes (Globo Filmes, que produziu grandes sucessos como a triologia Minha Mãe é uma Peça por exemplo), revistas (como a Globo Rural, Marie Clarie e Vogue, esta última em joint-venture com a editora Conde Nasté), produção de conteúdo para TV paga (Canais Globo, antiga Globosat), além da gravadora Som Livre, que tem em seu casting artistas como Wesley Safadão e Luan Santana (rumores indicam que está à venda), e outros serviços como Telecine Play (catalogo de filmes sob demanda), Premiere (jogos de futebol), e os canais de conteúdo adulto Sexy Hot e Playboy TV(estes em forma de joint-venture), e o portal G1, com notícias.

História

Patrícia Poeta integrou a bancada do Jornal Nacional por 3 anos.

A Globo nasceu em 1925 com a criação do jornal O Globo, cuja primeira edição chegou às bancas no mesmo ano. Em 1944, a Rádio Globo entrou no ar e se tornou uma escola de notícias no rádio. Foi a primeira emissora de rádio do Brasil a seguir o formato 24 horas totalmente jornalístico. Tinha 26 estações próprias e afiliadas. Em 5 de janeiro de 1951, durante o governo de Eurico Gaspar Dutra, a Rádio Globo requereu sua primeira concessão de televisão.

Década de 1950

Em julho de 1957, o então presidente Juscelino Kubitschek aprovou a concessão de um canal de TV para a Rádio Globo. Em 30 de dezembro de 1957, o Conselho Nacional de Telecomunicações (ou CONTEL) publicou um decreto que concedeu uma emissora no Rio de Janeiro à TV Globo Ltda. A Globo, então, começou a preparar o início de suas operações de transmissão televisiva.

Década de 1960

Às 10:45 de 26 de abril de 1965 o canal 4 do Rio de Janeiro abriu suas transmissões com um infantil chamado Uni Duni Tê, o noticioso Tele-Globo e o seriado Capitão Furacão.[1] Foi o início da Rede Globo de Televisão e componente vital para o crescimento e expansão das Organizações Globo.

Roberto Marinho fundou a Rede Globo em 26 de abril de 1965, quando já tinha 60 anos.

Em 1962, um acordo firmado entre a Time-Life e o Grupo Globo deu a Roberto Marinho acesso a um capital de trezentos milhões de cruzeiros (seis milhões de dólares, segundo o documentário Beyond Citizen Kane),[2] que lhe garantiu recursos para aquisição de equipamentos e infraestrutura para a Globo.[3] A TV Tupi, na época a maior rede de televisão nacional havia sido montada com um capital de trezentos mil dólares. O acordo foi questionado em 1965 por deputados federais na CPI da TV Globo, por ser ilegal de acordo com o artigo 160 da Constituição da época, que proibia a participação de capital estrangeiro na gestão ou propriedade de empresas de comunicação. Segundo Marinho, o acordo previa apenas a assessoria técnica da Time-Life. A CPI acabou parecendo desfavorável à emissora, mas em outubro de 1967 o consultor geral da República Adroaldo Mesquita da Costa emitiu parecer considerando que não havia parceria entre as duas empresas. Com isso, a situação da TV Globo foi oficialmente legalizada. No entanto, Marinho decidiu fechar o contrato com a Time-Life, reembolsando o grupo por meio de empréstimos em bancos nacionais e encerrando o acordo em julho de 1971.

Em 2 de maio de 1965 entrou o religioso Santa Missa em Seu Lar, que está no ar até os dias atuais. No ano seguinte, a Globo adquiriu outra estação de televisão, em São Paulo (na época o canal 5, futura TV Globo de São Paulo), expandindo suas operações e começando a dominar a audiência da televisão nacional.[4] Em janeiro de 1966, a Globo transmitiu sua primeira grande cobertura jornalística sobre enchentes no Rio de Janeiro.

Naquela época, o governo federal, liderado pelo marechal Costa e Silva, priorizou o desenvolvimento de um moderno sistema de telecomunicações, criando o Ministério das Comunicações e concedendo à população uma linha de crédito para a compra de televisores. Outro impulso foi um decreto do Ministro Delfín Neto que isentava as empresas de rádio e televisão do imposto de importação de equipamentos, permitia à empresa renovar e, ao mesmo tempo, utilizar o preço oficial em dólar para reduzir seus custos de importação. Além disso, com o advento do videocassete, a produção de programas locais tornou-se escassa, com grande parte da programação produzida no Rio de Janeiro e em São Paulo, o que levou as grandes emissoras dessas cidades a formarem redes nacionais.

A primeira transmissão em rede foi em 1º de setembro 1969, quando entrou no ar o Jornal Nacional, o primeiro noticiário brasileiro, que na época era apresentado por Cid Moreira e Hilton Gomes.

Nesse mesmo ano, a Globo fez sua primeira transmissão via satélite, exibindo, de Roma, a entrevista de Gomes com o Papa Paulo VI.[5]

Década de 1970

No ano seguinte, durante a Copa do Mundo de 1970 no México, a emissora recebeu sinais experimentais de cor da Embratel. Dois anos depois, durante a mostra da Festa da Uva de Caxias do Sul, aconteceu a primeira transmissão oficial em cores na televisão brasileira. Com três estações em 1969 (Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte), em 1973 já eram onze.

Uma prática comum na época, não só na Globo, mas em todas as TVs que estavam no ar, eram programações regionais, ou seja, cada região exibia um capitulo de novela, um filme ou programa diferente, então era normal por exemplo o estado do Rio exibir um filme e São Paulo exibir outro filme.

Em 28 de abril de 1974, o Jornal Nacional passou a ser veiculado em cores, três dias após ter iniciado sua cobertura internacional por conta da Revolução dos Cravos. No mesmo ano, é transmitido o primeiro especial de fim de ano do cantor Roberto Carlos, hoje uma tradição no canal. Em 1975, a TV Globo passou a exibir boa parte de sua programação simultaneamente para todo o país, consolidando-se como uma rede de televisão.

O processo de programação da rede em 1976 desenvolveu o Padrão de Qualidade Globo, liderado por Walter Clark e José Bonifácio de Olivera Sobrinho em 1960, quando foi lançada a Rede Excelsior (processo herdado pela Rede Globo após o fechamento da Excelsior em 1970). Em 1976, a emissora exportou suas primeiras novelas. Em 1977, toda a programação da emissora passou a ser colorida, antes restrita a novelas e telejornais. Nesse mesmo ano, Walter Clark foi substituído por Boni no cargo de CEO. Em 1979, a Globo começou a desenvolver tecnologia de efeitos especiais digitais.

Década de 1980

Com o desaparecimento da Rede Tupi em 1980 e o fraco desenvolvimento de sua concorrentes, a Globo monopolizou a maior parte do mercado publicitário e se firmou como líder de audiência.

Em 1981, o programa de comédia Viva O Gordo estreou com Jô Soares no comando, uma das muitas comédias mais importantes da década. Além da cobertura da Copa do Mundo de 1982 , a emissora estreou o programa infantil Balão Mágico , que estreou entre 1982 e 1986.

Foi ancorado pelo grupo musical infantil Turma do Balão Mágico, cuja música chamou a atenção do público. Em 1982, o Jornal da Globo foi relançado em agosto, após duas edições sucessivas.

Os apresentadores foram Renato Machado, Belisa Ribeiro e Luciana Villas Boas, com Carlos Monforte como comentarista do programa. Como a Rede Globo completou 15 anos de transmissão em 1980-81, ela teve dois grandes eventos.

Duas delas foram o Festival 15 Anos (Festival dos 15 Anos) que apresentou os melhores programas de teatro dos últimos 15 anos, e a maratona Os Trapalhões, que se dedicou a atividades beneficentes durante 8 longas horas. Provou para muitos brasileiros como a rede estava se mostrando bem como a agora líder de audiência na televisão brasileira.

O Vale a Pena Ver de Novo, um bloco de novelas da tarde, estreou em 5 de maio daquele ano. O Globo Rural, seu telejornal que mostra o campo, também estreou no mesmo ano, tendo Carlos Nascimento como seu primeiro apresentador. Naquela época, era transmitido semanalmente, aos domingos.

Em 1985 foi o vigésimo aniversário da Globo. Foi um dos melhores anos de sempre para a canalização, por vários motivos. Uma das razões foi o Festival de 20 Anos. Outras surpresas são o capítulo final de Roque Santeiro e a estreia do Corujão, seu bloco final de programação de filmes para todos os brasileiros, especialmente os mais velhos, agora exultam com o fim do regime militar de 21 anos do país. SOS Nordeste Urgente terminou seu funcionamento daquele ano, e a rede anunciou formalmente a sua substituição, o Criança Esperança, uma maratona de caridade que foi ao ar no próximo ano.

Em 1986, foi fundada a Editora Globo, a editora Globo. Detém 10% do mercado brasileiro de revistas, a segunda maior editora do Brasil líder em diversos segmentos do mercado. Em 1988, a Vale Tudo, uma dos melhores novelas da televisão brasileira, estreou no canal seguido pela Tela Quente, um bloco de filmes semanal, exibido às segundas-feiras. Já em 1989 as tardes de domingo foram reformuladas com o Domingão do Faustão, apresentado pelo recém contratado Fausto Silva, a emissora também exibiu a novela O Salvador da Pátria, que foi um grande sucesso na época.

Década de 1990

Em 1990 ao completar 25 anos, teve uma programação especial dedicada à data, com compactos de novelas, séries e filmes até então inéditos na TV brasileira, numa época sem concorrência, além do videocassete. Neste mesmo ano, a emissora sofreu uma queda de audiência devido a exibição de Pantanal, trama de Benedito Ruy Barbosa, que estreou na Manchete e prejudicou algumas tramas e programas da emissora carioca.

Em 1991 o SBT estreou uma das várias versões de Carrossel, trama mexicana passada numa escola, na qual muitas vezes vencia o Jornal Nacional no IBOPE. Em 1992 exibiu as Olímpiadas de Barcelona, a cobertura do impeachement de Fernando Collor de Mello, o desaparecimento do deputado Ulysses Guimarães e o triste assassinato da atriz Daniella Perez, que estava no ar na novela De Corpo e Alma, que estreou naquele ano

Já em 1993, o Xou da Xuxa chegou ao seu fim, após 7 temporadas, e foi substituído pelo bem sucedido TV Colosso, programa que satirizava uma emissora de TV, feita por cachorros. Também estreou a novela Renascer e cobriu fatos como a Chacina da Candelária e o primeiro ano do governo de Itamar Franco.

Em 1994 trouxe a cobertura do tetracampeonato da Seleção Brasileira, da morte de Ayrton Senna, dedicando boa parte da programação dos dias subsequentes ao acidente para as despedidas do ídolo da Fórmula 1. Também mostrou o início do Plano Real e as eleições presidenciais, e estaduais. Também mostrou o grande sucesso de A Viagem, remake de uma novela da Rede Tupi, na qual até hoje é reexibida e tem uma legião de fãs

Entre 1995 e 1999, contrata Angélica, para apresentar um novo programa infanto juvenil nas manhãs da emissora. Também exibe as novelas História de Amor, Irmãos Coragem, O Rei do Gado, entre outras que tiveram muito sucesso. Também finaliza a TV Colosso por desentendimentos com o elenco, e lança seu primeiro canal pago de notícias, a Globo News, que revelou uma nova geração de jornalistas. Também estrearam o Show da Virada, Planeta Xuxa, o Corujão se tornou uma sessão diária, uma vez que a emissora passa a ser exibida 24 horas por dia, sendo interrompida apenas para manutenções técnicas eventuais.

No final da década contrata de uma só vez grandes nomes como Ana Maria Braga, Jô Soares, Luciano Huck, e Serginho Groismann, vindos de outras emissoras.

Década de 2000

Há uma grande renovação na programação com os novos contratados, Jô, Serginho e Huck estreiam seus programas, também há as comemorações dos 500 anos da descoberta do Brasil. Novelas de sucesso como Laços de Família, Chocolate com Pimenta e Alma Gêmea são lançadas. Também lançou seu portal na internet.

Em 2001 ocorreu um incêndio no estúdio que era gravado o Xuxa Park, que por fim acabou sendo cancelado mesmo tendo programas inéditos gravados, também houve a cobertura dos atentados terroristas de 11 de setembro nos Estados Unidos (note que não houve interrupção do Dragon Ball Z)

Em 2002 transmitiu a Copa do Mundo do Japão e Coréia do Sul, a cobertura das eleições presidenciais e estaduais. Em 2004 transmitiu as Olímpiadas de Atenas, em 2006 a Copa do Mundo na Alemanha, 2007 houve a cobertura do Pan Americano no Rio de Janeiro. Em 2008 exibiu as Olímpiadas de Pequim, fez a cobertura das eleições americanas, entre outros fatos. Também lançou o portal de notícias G1, com editorias variadas. Também passa a exibir alguns programas em HD, insere recursos de acessibilidade como Closed Captions em novelas e filmes, recurso até então usado no jornalismo

Década de 2010

Suas novelas passam a ter filmagem cinematográfica, em 24fps, a partir de Avenida Brasil, são exibidas as Copas do Mundo da África do Sul em 2010, Brasil em 2014 e Rússia em 2018. Em 2012 perdem os direitos das Olímpiadas e Pan Americano para a RecordTV.

A programação infantil é totalmente extinta, devido a falta de faturamento do segmento, já que a publicidade infantil foi proibida na televisão, e sem isso não havia faturamento, apesar de uma audiência satisfatória.

Com o fim da TV Globinho, foram criados os programas de variedades voltados ao público feminino, Encontro com Fátima Bernardes, em 2012 e o É de Casa em 2015.

Há coberturas de eleições, também de outros fatos ocorridos na época. Em 2015 lança seu serviço de streaming o Globoplay, que então havia somente novelas e programas, e ao longo dos anos foi adquirindo direitos de séries e filmes e se tornou um forte nome do gênero, trazendo de novelas clássicas à séries exclusivas, além de canais pagos lineares ao vivo, e combos com serviços como o Disney Plus, Premiere e Telecine.

Em 2016, retomam os direitos dos Jogos Olímpicos, transmitindo os ocorridos no Rio de Janeiro naquele ano.

Década de 2020

Pela primeira vez, sua produção de novelas foi adiada por tempo indeterminado devido a pandemia de coronavírus, que foi anunciada em março de 2020, e obrigou toda a grade se adaptar. Os programas de auditório tiveram que ser pausados, e em seu lugar exibidas reprises de melhores momentos, a dramaturgia parou, interrompendo a novela Amor de Mãe, a recém estreada Salve-se Quem Puder, e a inédita Nos Tempos do Imperador. Para suprir a falta de obras inéditas, foram resgatadas Novo Mundo pra faixa das seis, Totalmente Demais na faixa das sete e Fina Estampa na faixa das nove, além da interrupção temporária de programas como o Mais Você e Encontro, que deram lugar ao um jornalístico chamado Combate ao Coronavírus, que passava as primeiras informações sobre a pandemia. O jornalismo teve seu horário ampliado, os esportes foram suspensos, dando espaço a filmes e posteriormente a jogos clássicos e retornando os filmes até o retorno dos campeonatos.

Nesse retorno do futebol perdeu os direitos do Campeonato Carioca, que num primeiro momento foi para o SBT e depois para a RecordTV em 2021. Também não renovou com a Fórmula 1, que migrou para a Band.

Em 15 de setembro de 2020, houve uma mudança na gestão da emissora, unificando canais e operações como streaming, portal, entre outros. A Globosat foi renomeada para Canais Globo. Em abril de 2021 haverá uma mudança no nome estilizando como tvglobo (em letras minúsculas), e também na sua parte de identidade gráfica

Globo na América Latina

A TV Globo também está presente em alguns países da América Latina. Para isso, a emissora brasileira se juntou à TV Azteca do México e vão produzir juntos. Além disso, terá novelas originalmente brasileiras voltadas para o público espanhol; a Globo não refaz novelas estrangeiras. Em 2017, até o momento, tem uma aliança com a Imagen Television.

No Chile, foi firmado um convênio, que a Rede Globo mantém com o Canal 13 desde 1978, para veicular suas televisões nas telas do canal chileno, o que ocorre até hoje, que durou até 2016, quando o convênio não foi renovado e impediu o Canal de 13 exibiram novas estreias de telesséries da Globo, hoje só têm direito a veicular telesséries da Globo anteriormente veiculadas. Já a Mega fechou acordo com a Globo em 2016 para veicular suas últimas produções dramáticas. Em 1 de setembro de 2016, o canal será transferido para a rede básica da operadora de cabo VTR, embora finalmente permaneça no sinal que tem atualmente na operadora de cabo (565).

No Peru, mantém alianças com o canal Latina, Panamericana Televisión e ATV.

Na Bolívia, a Rede Globo tem alianças com três grandes emissoras de televisão bolivianas como ATB, Unitel e Red Uno, estando com a Unitel com uma aliança de mais de 15 anos na transmissão de novelas. Mas entre 2018 e 2020 o Red Uno é o canal exclusivo que atualmente transmite suas produções. Já em 2020 a ATB retomou sua aliança com a novela Avenida Brasil.

No Uruguai, mantém alianças com a Teledoce e Saeta TV Canal 10, além dos canais de televisão a cabo que são: VTV e TCC Canal 20, também para a veiculação de novelas e minisséries.

No Panamá, manteve aliança com a Nex para a veiculação de suas novelas até 2018. Mais tarde, em 2019, a TVN comprou os direitos de transmissão de suas novelas e hoje continuam a ser veiculadas naquele canal.

Impactos Culturais

Dando um grande foco na produção cultural e artística desde o final do século passado, a Globo conseguiu incluir um número enorme na lista de atores e atrizes contratados. Além de revelar nomes, suas obras também criaram bordões que usamos no nosso dia a dia, modas, algumas passageiras, outras duradouras.

A sede da Globo no Rio de Janeiro.

Principais Programas Atuais

Logotipo

Evolução do logotipo da Globo. De 1965 até agora.

O logotipo original da Globo era uma estrela estilizada, com formas evocando o número 4 - em referência ao número do canal de sua emissora original. Em 1970, foi substituído por um círculo com um desenho de malha; em 1969, após se tornar uma rede completa, o círculo de malha foi acompanhado por sete círculos entrelaçados em uma linha horizontal, representando as sete afiliadas originais da Globo. O logotipo atual da Globo, que consiste em um globo, um recorte em forma de tela de televisão e um segundo globo dentro da "tela", tem sido usado de várias formas desde 1976 e foi criado pelo designer austríaco-brasileiro-alemão Hans Donner.

A versão original, colorida em azul e branco, foi substituída por uma versão metálica sombreada em 1982, no ano seguinte, o mesmo logotipo ganhou uma versão tridimensional. Em 1986 a identidade visual da Globo adotou sua iteração atual - uma esfera metálica tridimensional, com a tela preenchida por um gradiente colorido de arco-íris. Em 1989, o logotipo passou por uma pequena alteração, que seria usado até meados de 1991, quando o gradiente de cores passou a usar formas em losango ao invés de gradiente simples. Em 1992, a logomarca da rede ganhou reflexo na estrutura metálica, ganhando tonalidade mais escura em 1996 e tonalidade mais escura em 2000. Em 2005, em homenagem aos 40 anos, passou a usar uma nova logomarca com tonalidade mais clara, em contraste com o fundo claro. O design do logotipo da rede permaneceu relativamente inalterado desde a introdução do design da esfera, embora sua aparência tenha sido ocasionalmente atualizada; em 2008, o sombreamento metálico ficou mais claro e simples, o gradiente de cores passou a ser mais simples, usando linhas em vez de losangos, e a tela tornou-se retangular para refletir a adoção mais ampla de televisores widescreen. Em 26 de abril de 2013, a Globo anunciou que iria revelar uma nova versão de seu logotipo em homenagem ao 48º aniversário da rede. Em outubro de 2013, vazou um vídeo que apresentava uma linha do tempo visual da marca Globo e revelava a nova logomarca. A logomarca foi lançada oficialmente em 2 de abril de 2014, e começou a ser veiculada quatro dias depois, em 6 de abril de 2014. Possui aparência mais aerodinâmica, substituindo o sombreamento metálico por um brilho branco mais simples e limpo. A rede também começou a abraçar tendências de flat design em seu marketing, incluindo versões bidimensionais sólidas da marca Globo. O pessoal da rede afirmou que o logótipo renovado pretendia torná-lo mais "vivo" e diversificado, em particular como uma marca multiplataforma.

Rebranding e Uma só Globo

Desde 2018 a emissora está passando por reformulações em sua estrutura geral, e a partir de 2021, passará a se chamar oficialmente TV Globo, e suas marcas serão unificadas, embora os canais pagos como Multishow, GNT, entre outros não sofrerão alterações em seus grafismos, a emissora aberta usará uma nova fonte para seus textos e um novo logotipo colorido. O anúncio oficial foi feito em breve. Os nomes da emissora, seu streaming e portal de internet serão estilizados em letras minúsculas.

Logotipos, Slogans e Gráficos

Confira a lista de visuais da emissora ao longo de 56 anos

Outras mídias

Confira a lista de outras mídias controladas pelo Grupo Globo

Primeiras Afiliadas

  • TV Gaúcha (atual RBS TV/RS)
  • TV Triângulo (atual Rede Integração/MG)
  • TV Anhanguera (atual Rede Anhanguera/GO-TO)
  • TV Guarujá (já extinta/PA)
  • TV Coligadas (atual NSC TV/SC)
  • TV Verdes Mares (CE)

Críticas e Controvérsias

  • Há algumas controvérsias que cercam a emissora, uma das principais são os "ataques" feitos a inúmeros governos no Brasil devido seu poder de influenciar a opinião pública. Muitos comentam de manipulação, talvez a mais famosa seja do debate das eleições de 1989 onde Fernando Collor e Lula tiveram falas tiradas do contexto, favorecendo o então candidato Collor, que venceu o pleito naquele ano. Nos anos 60 o seu fundador Roberto Marinho foi acusado de apoiar a ditadura militar que se iniciou em 1964 e durou até 1985. Outra polêmica envolvendo politica foi em 1994, quando o já falecido Leonel Brizola ganhou na justiça um direito de resposta, referente a uma reportagem ofensiva para feita para o político.
  • Em 1993 foi lançado um documentário britânico chamado "Muito Além do Cidadão Kane" no qual mostrava uma história denegrida da emissora, de sua simpatia com o regime militar ao polêmico acordo com o grupo Time-Life. Apesar do documentário ter sido proibido, pode ser achado facilmente na internet.
  • Também muitos críticos ao canal questionam uma dívida com o BNDES, adquirida em 2002 através de um financiamento à Globocabo, oferecido pelo então governo Fernando Henrique Cardoso.
  • Outra critica recorrente, é que a emissora faz monopólio em cima dos campeonatos de futebol, para que sejam exibidos somente em seus canais (tv aberta, Sportv, Premiere). Muitos clubes e torcedores reclamam da falta de flexibilidade de horários, pois segundo eles, os jogos são "feitos" para caberem dentro do horário estipulado pelo canal. Vários clubes se revoltaram e fecharam contratos com outros transmissores como Turner (TNT, Esporte Interativo) e o serviço de stream DAZN, além de transmissões no Facebook e nos próprios canais dos clubes no YouTube.
  • Não falar das críticas é não citar a briga entre a emissora e a Igreja Universal do Reino de Deus. Tudo começou em 1995, quando a Globo exibiu a polêmica minissérie Decadência, escrita por Dias Gomes. Um dos personagens, interpretado por Edson Celulari era um pastor cuja principal inspiração foi Edir Macedo, líder e fundador da Igreja Universal e proprietário da Record. Uma das cenas polêmicas foi de uma mulher que joga uma lingerie em cima da Bíblia, provocando indignação e revolta nos evangélicos. A coisa só piorou semanas depois com o chute da imagem de Nossa Senhora Aparecida em um programa da Igreja na Record. A partir daí, começava a rivalidade entre a Universal e a Globo.
  • Em 2009, uma nova série de ataques aconteceu. Em agosto daquele ano, o Jornal Nacional exibiu uma matéria baseada em denúncias do Ministério Público de São Paulo, chamando de quadrilha os bispos da denominação religiosa.
  • A reportagem seria uma reação a compra, pela Record, no ano anterior, dos direitos de exibição exclusivos dos Jogos Olímpicos de Londres-2012, e das três edições seguintes dos Jogos Pan-Americanos (Guadalajara-2011, Toronto-2015 e Lima-2019), além dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2010. e do impressionante crescimento da emissora na época, com investimentos pesados em dramaturgia, linha de shows, jornalismo, filmes/séries e esportes, chegando a liderança em vários horários. A rival reagiu com uma semana de ataques a Globo com reportagens provocativas em programas e telejornais como Jornal da Record, Repórter Record e Domingo Espetacular.
  • Em 2020 foi acusada por aliados do governo Bolsonaro de "maximizar" a pandemia de coronavírus, "botando pânico na população", mas no geral a grande maioria apoiou a cobertura detalhada sobre o acontecimento, pois deixa o público a par do que realmente está acontecendo, sem maquiagens como na concorrência.
  • Em 2021, após 40 anos transmitindo a Fórmula 1, não renova os direitos da competição, que migra para a Band, e também perdeu os direitos do Campeonato Carioca, que já havia deixado de transmitir em 2020, devido a brigas com o Flamengo, que queria exibir os jogos em uma plataforma própria de streaming. Naquele ano o restante do campeonato que havia sido paralisado em março, foi exibido pelo SBT e Youtube.
  • Na edição 21 do Big Brother Brasil, vários participantes foram alvos de críticas do público, como por exemplo Nego Di, que foi um dos primeiros eliminados da casa, que fazia bullying com o participante Lucas, que pediu para sair da casa em fevereiro, após sofrer vários ataques dos colegas de isolamento. Outro fato bastante criticado foi o relacionamento entre Carla Diaz e Arthur, que foi visto por muitos como um relacionamento abusivo. Outros comportamentos mal vistos foram os de Karol Konká que era extremamente manipuladora, Sarah que minimizava a pandemia, Lumena por sua militância excessiva e Rodolffo por homofobia contra o participante Gil, e críticas a Fiuk, por usar saia/vestido.

Curiosidades

  • Em 1951, a Rádio Globo tentou uma concessão de TV, a concessão chegou a ser aprovada, porém houve uma troca de presidente, de Eurico Gaspar Dutra para Getulio Vargas, o último revogou a concessão, mais tarde em 1957 foi concedida novamente ao empresário Roberto Marinho, que em 1965 colocou a emissora no ar.
  • O primeiro logotipo foi criado com a fundação da emissora em 1965; de início era uma rosa-dos-ventos.
  • Em 31 de março (dia da inauguração do sistema de televisão em cores no Brasil), a TV Globo exibiu o especial "Meu Primeiro Baile", o primeiro programa da televisão brasileira inteiramente gravado em cores.
  • Em 1969 foi exibida a primeira transmissão via satélite, direto de Roma, uma entrevista com o então Papa Paulo VI.
  • Na copa de 1970, a Embratel, responsável pelos links de transmissão, enviou à Globo, transmissões experimentais em cores, direto do México.
  • Em 28 de abril de 1974 houve a primeira exibição do Jornal Nacional a cores, já em 1977, a programação passou a ser 100% colorida.
  • No final do mesmo ano, se iniciaram os famosos especiais de final de ano de Roberto Carlos, no ar até hoje.
  • A primeira novela das 8 foi "O Ébrio" de de José Castellar, em 1965.
  • O termo "das 8" durou até 2010, quando foi substituído por novela das 9 com Fina Estampa, sendo a primeira do horário.
  • Durante os anos 70 e 80, havia um quarto horário de novelas intitulado "novela das 10", geralmente eram tramas adultas e com temas fortes, porém foram substituídas pelas minisséries, no início dos anos 2010 houveram algumas novelas das 10 como o Astro, remake de 1977, e posteriormente houve uma novela das 11, Verdades Secretas.
  • Em 2007 foi exibida a novela Duas Caras, a primeira produzida em HD.
  • Em 1999 a Globo fez importantes contratações de astros vindos de emissoras rivais, Serginho Groismann e Jô Soares do SBT, Luciano Huck da Band, Ana Maria Braga da Record e Cazé Peçanha da MTV, esse últimos ficou poucas semanas no ar (com o programa Sociedade Anônima em 2001), e acabou voltando pro canal musical por um breve período.
  • O Big Brother Brasil 20 entrou no Guiness Book, livro dos recordes como a maior votação da história pela internet, com mais de 1 bilhão de votos no paredão em que os participantes Mari Gonzales, Manu Gavassi e Felipe Prior, sendo esse último eliminado, participaram em março.
  • Em termos de filmes, um dos atores mais exibidos é Dwayne Johnson, mais conhecido como The Rock, nos últimos anos, vários títulos seguidos com o astro foram exibidos nas diversas sessões da emissora

Referências

Advertisement